• (35) 3715-5431
  • Poços de Caldas / MG

Unidades do Minha Casa Minha Vida ganharão painéis fotovoltaicos

Unidades do Minha Casa Minha Vida ganharão painéis fotovoltaicos

O Ministro das Cidades, Bruno Araújo, anunciou medidas de implementação da energia solar fotovoltaica nas construções do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. De acordo com o Ministro, foi desenvolvido um estudo pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), em parceria com Furnas Centrais Elétricas e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), para viabilizar a implantação destes micro sistemas em casas populares que, para que seja colocada em prática essa iniciativa, ele deve ser transformada em uma portaria ministerial.

A portaria além de beneficiar a população de baixa renda, viabilizará ainda mais o incentivo ao desenvolvimento da energia solar fotovoltaica no Brasil, contribuindo para o aproveitamento do potencial de irradiação solar no território brasileiro e o impulsionamento da indústria nacional, e consequentemente, reduzir os custos dos sistemas fotovoltaicos. De acordo com o estudo, o custo das moradias não sofrerá alteração com a implementação destes sistemas que serão instalados nos telhados das residências. 

 

O vice-presidente do Conselho Superior da Construção (CONSIC), da FIESP, Manuel Rossitto, ao apresentar o estudo, explicou como o sistema de produção de energia solar seria custeado pelos beneficiários da Faixa 1 do programa. “O proprietário da residência adquire o sistema fotovoltaico junto com a unidade habitacional, com o valor embutido nas prestações que serão pagas pelo imóvel, possuindo o incentivo natural para manutenção e conservação do sistema”.

Desde a segunda fase de implementação do Minha Casa, Minha Vida, em todas as residências do programa de famílias que possuem renda de até três salários mínimos, localizadas nas regiões sul, sudeste e centro-oeste, já devem vir obrigatoriamente com um sistema de captação solar, destinado ao aquecimento da água do chuveiro. Já no sistema fotovoltaico, a energia elétrica é gerada por meio da radiação solar. 

 

O presidente da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, explicou ainda que a energia solar não irá substituir a energia tradicional, mas sim complementar gerando energia limpa. “Com um sistema de dois módulos fotovoltaicos e um microinversor será possível reduzir em até 70% os gastos com energia elétrica da população de baixa renda, aliviando seu orçamento e permitindo que invistam o dinheiro que antes era usado para pagar a conta de luz, em áreas como alimentação, saúde, educação e qualidade de vida”.

A expectativa é de que os imóveis construídos a partir de 2018 já estejam gerando energia solar. A implementação do sistema fotovoltaico ao programa Minha Casa, Minha Vida, é uma proposta desenvolvida pela FIESP, em dezembro do ano passado, e é resultado de uma parceria entre as organizações que desenvolveram o estudo com os ministérios das Cidades e do Trabalho.

Economize energia e reduza sua conta em 95%. Conheça o sistema fotovoltaico. Entre em contato conosco. Receba a visita de um de nossos engenheiros especializados ou solicite gratuitamente um orçamento para atender a sua instalação com energia solar fotovoltaica.  Estamos disponíveis também no Whatsapp (35) 99222-5431 e no fixo (35) 3715-5431.