Brasil atinge marca de 2GW em geração distribuída de energia solar



                     

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o Brasil acaba de atingir de 2GW em geração distribuída fotovoltaica, que abrange sistemas de micro e minigeração distribuída no país, incluindo: residências, comércios, indústrias, produtores rurais, prédios públicos e pequenos terrenos.

A fonte fotovoltaica representa 99,8% das instalações de geração distribuída do País, totalizando 171 mil sistemas fotovoltaicos conectados à rede e mais de R$ 10 bilhões em investimentos acumulados, realizados de 2012 a 2020, espalhados pelas cinco regiões nacionais, segundo mapeamento da ABSOLAR.

Os consumidores residenciais representam a maior fatia do total de sistemas fotovoltaicos instalados, 72,60% do total, seguidos dos consumidores comerciais, com 17,99%, consumidores rurais com 6,25% , indústrias com 2,68%, poder público com 0,43% e outros tipos, como serviços públicos com 0,04% e iluminação pública com 0,01%.

Dentre os estados, os que mais se destacam, em relação a potência total instalada com micro e minigeração distribuída, são: Minas Gerais, com 373,8 MW (18,82%), seguido de Rio Grande do Sul, com 260,8 MW (13,13%) e São Paulo, com 236,2 MW (11,89%). Já os estados de Amapá, Acre e Roraima, estão na lanterna da geração distribuída fotovoltaica, com 2,6 MW (0,13%), 2,4 MW (0,12%) e 0,9MW (0,05%), respectivamente.

Apesar da marca atingida, ainda é pouco para um País com o potencial e dimensões como o Brasil, que possui cerca 84 milhões de unidades consumidoras, com somente 215 mil unidades consumidoras utilizando da fonte fotovoltaica, que equivale a 0,26% do total.

Mesmo assim, a fonte solar fotovoltaica continua a crescer. A ABSOLAR prevê que o segmento de geração distribuída fotovoltaica terá um crescimento de 170% em 2020, em relação ao total acumulado até 2019, passando de 2,0 GW para 5,4 GW. Já no segmento de usinas solares de grande porte, o crescimento previsto será de 25%, saindo dos atuais 2,4 GW para 3,0 GW.

Ainda segundo a previsão, a fonte solar fotovoltaica deverá gerar mais de 120 mil novos empregos aos brasileiros em 2020, espalhados por todas as regiões do País. As perspectivas para o setor são de encerrar 2020 com um total acumulado de mais de 250 mil empregos no Brasil, desde 2012. A maior parcela destes postos de trabalho deverá vir das mais de 14 mil pequenas e médias empresas do segmento de geração distribuída, responsáveis por mais de 162 mil empregos na área.

A fonte solar fotovoltaica é a renovável mais competitiva do País, sendo uma forte locomotiva para o desenvolvimento econômico, social e ambiental, com geração de emprego e renda, atração de investimentos, diversificação da matriz elétrica e benefícios para todos os consumidores brasileiros.

A Cenergel atua em projetos que colaboram para o desenvolvimento sustentável por meio da eficiência na produção e no uso da energia. Nós projetamos, homologamos e instalamos seu sistema fotovoltaico. Atendemos aos diferentes tipos de mercado, conheça o sistema fotovoltaico! Entre em contato conosco e receba a visita de um de nossos engenheiros especializados ou solicite gratuitamente um orçamento para atender a sua instalação com energia solar fotovoltaica. Estamos disponíveis também no Whatsapp (35) 99222-5431 e no fixo (35) 3715-5431.

 

<Postagem Anterior
Próxima Postagem>