• (35) 3715-5431
  • Poços de Caldas / MG

Governo aprova plano decenal de expansão de energia 2026

Governo aprova plano decenal de expansão de energia 2026

O Ministério de Minas e Energia aprovou na última terça, dia 26/11, o Plano Decenal de Expansão de Energia 2026. Nele é previsto que ocorrerá uma expansão de 41 Gigawatts (GW) na capacidade da matriz elétrica brasileira, com o predomínio das energias eólica e solar, que juntas, chegarão a, aproximadamente, 19 (GW) da capacidade instalada, correspondendo a mais de 46% do crescimento da matriz elétrica brasileira no período de planejamento, sendo que, em 2015, a capacidade instalada de geração de energia elétrica brasileira era de 140 (GW).

A coordenação e aperfeiçoamento do plano ficará à cargo da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético, de acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, dia 04. O estudo realizado pela estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE), indica ainda que durante o período de 2020 a 2026, a demanda de investimentos será de aproximadamente 174,5 bilhões de reais.

O Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) é um documento de caráter informativo, voltado para toda a sociedade e o setor elétrico, ele indica, mas, não determina, as perspectivas de expansão do setor elétrico sob olhar do Governo, sendo analisada a partir de uma visão integrada das diversas fontes energéticas, em um cenário de 10 anos.

O PDE é funciona como um instrumento de comunicação e apoio ao planejamento do setor de energia, que visa identificar e investigar estratégias que não só ampliem sua oferta, como também, as sinergias entre os setores, com benefícios em termos de aumento de confiabilidade, redução de custos de produção e redução de impactos ambientais.

 

Neste panorama, no final de 2026, as hidrelétricas, que antes eram o carro-chefe da matriz elétrica do país, caem para menos de 50% com a diversificação da matriz, em comparação com os pouco mais de 60% atualmente; já a fonte eólica apresentará um patamar de preço que a tornará extremamente competitiva em relação as demais, crescendo acentuadamente entre 2020 e 2026, segundo a EPE.

O plano decenal ainda prevê que os custos de implantação dos sistemas fotovoltaicos reduzam em cerca de 30% em relação aos valores atuais, podendo chegar até a 40% menos. A estimativa é de que, em 2026, o Brasil tenha alcançado a marca de 770 mil instalações fotovoltaicas somente sob o regime de micro e mini geração, totalizando 3,3 GWp, energia suficiente para atender 0,6% do consumo nacional.

No contexto atual, o planejamento da expansão do sistema elétrico brasileiro se torna importante a medida em que aumenta a participação de geração renovável, diversifica a matriz elétrica e contribui para a redução de impactos ambientais. Para mais detalhes sobre o Plano Decenal de Expansão de Energia 2026, clique aqui.

Economize energia e reduza sua conta em 95%. Conheça o sistema fotovoltaico. Entre em contato conosco. Receba a visita de um de nossos engenheiros especializados ou solicite gratuitamente um orçamento para atender a sua instalação com energia solar fotovoltaica.  Estamos disponíveis também no Whatsapp (35) 99222-5431 e no fixo (35) 3715-5431.


Projetos relacionados que talvez você se interesse